Itacaré é um dos meus lugares preferidos para curtir uma praia no Brasil. Excelentes opções para surfistas com praias paradisíacas e ainda muito bem conservadas. Minha dica principal é: fique o quanto puder e aproveite para conhecer o máximo de praias que seu tempo deixar.

Itacaré é um município brasileiro do estado da Bahia. Seu nome vem do tupi antigo e significa jacaré de pedra.

População: 28 mil
Moeda: Real (R$)
Língua: Português

Quando ir?
Evite a época em que há mais chuvas na Bahia, que vai de março a agosto. Dentre esses meses o mais chuvoso é junho.
Entretanto, de julho a setembro há mais chance de se ver baleias.
Considero que a melhor época para visitar Itacaré é de setembro a dezembro, sendo que setembro é o mês com menos chuva dentre esses meses.

FAZER E NÃO FAZER
Fazer:
Levar tênis para caminhada.
Usar bastante protetor solar.

Não fazer:
Se hospedar em qualquer lugar.

6h - Amanhecer na Praia Engenhoca

Meu marido queria fazer aulas de surf e eu aproveitei para ver o amanhecer nessa praia lindíssima. Valeu cada minuto acordada! Uma luz linda, temperatura agradável e uma ótima oportunidade de tomar um banho de mar antes do café da manhã.

8h - Café da manhã na Pousada Vila do Dengo

A Pousada oferece um café da manhã tão farto que eu nem quis testar essa refeição em outros lugares. Além das frutas, todo dia tinha um ótimo bolo de banana com granola e as comidinhas típicas da região variavam a cada dia.

Teve cuscuz de milho com coco, banana frita, banana cozida, cuscuz de tapioca com leite condensado (uma pena pra essa intolerante à lactose aqui, mas provei e estava maravilhoso), inhame cozido, mandioca cozida e batata doce cozida.

Ahh, às 8h você pode pedir ovos e tapiocas de diversos tipos. Me fartei!!

9h20 - Trilha para Prainha

De um modo geral não curto trilhas, mas essa é especial, pois nos leva a uma das praias mais lindas que já conheci. Com mais ou menos 45 minutos de caminhada por trilha em meio a Mata Atlântica você verá pequenas cachoeirass e riachos no trajeto.

Pra chegar à Prainha eu preferi passar por outras praias, mesmo que isso tenha acrescentado mais meia hora ao meu passeio sugiro que façam isso. Passei pela Resende, Tiririca, Costa e pela Ribeira. Mas se você quiser acelerar as coisas pode ir de carro até o começo da trilha para Prainha.

Leve água e algum lanche, pois é necessário ficar ao menos meia hora no local para apreciar a praia.

12h - Almoço e descanso em Itacarezinho

Após a trilha encarei um percurso de carro de mais ou menos meia hora para apreciar a praia de Itacarezinho e a comodidade do restaurante Itacarezinho. Com consumação mínima de R$ 50,00 recomendo abusar da jarra de água de coco e no almoço provar o peixe na folha de bananeira e os medalhões de rabada com cuscuz.

A praia é de tirar o fôlego e o restaurante além de oferecer refeições de excelente qualidade é um ótimo local para descansar.

17h40 - Pôr do Sol na Praia da Concha

O melhor ponto para ver o sol se pôr é no mirante da Ponta do Xaréu que fica no canto esquerdo da Praia da Concha. Se tiver sorte pode rolar alguma atração extra, já teve época em que um artista tocava saxofone em uma canoa durante esse espetáculo da natureza e há alguns anos vi um índio com um cocar em um stand up paddle.

18h30 - Compras no Itacaré Cacau

O Itacaré Cacau é parada obrigatória para encher a mala de cacau! Recomendo o cacau meio amargo que é um cacau com um pouco de açúcar demerara e o bombom de cupuaçu.

19h - Jantar no Jiló Bar e Restaurante

Ótimo restaurante para fechar o dia. Fica na orla da cidade, em frente a praia da Coroinha, e oferece refeições bem saborosas. Provei o filet mignon com fritas rústicas e o peixe na brasa com purê de banana da terra e farofa de pão, ambos muito bons! Indico também o suco de limão com cacau.

#Dicas

– Vá ao restaurante “Naturalmente”!! Esse é um restaurante vegetariano e é o meu restaurante preferido na cidade! Com preço acessível todas as vezes que fiz uma refeição nele sai satisfeita com a qualidade do serviço. O único inconveniente é que só abre às 14h. Da última vez que fui adorei o  ravioli de ricota com alho poró e shitake ao molho de tomates frescos e manjericão, o suco de cupuaçu com morangos e o nhoque grelhado de banana da terra ao molho funghi.