Passei por Seattle em um dia bem frio, tão frio que chegou a nevar. Foi a primeira vez que fui aos Estados Unidos e a primeira vez que vi a neve. Uma ótima experiência!

[vc_single_image image=”2268″ img_size=”full” alignment=”center” style=”vc_box_rounded”]

Seattle é uma cidade portuária da costa oeste dos Estados Unidos e a maior cidade do estado de Washington.

População: 700 mil
Moeda: Dólar ($ ou US$)
Língua: Inglês

Quando ir:
De junho a setembro! Nesses meses há mais dias de sol e as temperaturas serão mais altas.

[vc_single_image image=”2343″ img_size=”full” alignment=”center” style=”vc_box_rounded”]

8h00 - Café da manhã no Loulay Kitchen & Bar

[vc_images_carousel images=”2225,2227,2229,2228,2230,2231″ img_size=”full” onclick=”link_no” speed=”2400″ autoplay=”yes” hide_pagination_control=”yes” wrap=”yes”]

Assim que o restaurante Loulay abriu eu já estava na porta. Pedi o “Farmers Breakfast” que foi uma ótima escolha! Com vegetais da estação, pães grelhados, salchicha e queijo artesanal, o prato não pedia mais nada, mas os ovos pochés que o garçom sugeriu complementaram bem a refeição.

Tenho que acrescentar que o café preto estava muito saboroso também!

9h45 - Compras entre Downtown e Belltown

[vc_images_carousel images=”2237,2236,2235,2234,2233,2232″ img_size=”full” onclick=”link_no” speed=”2400″ autoplay=”yes” hide_pagination_control=”yes” wrap=”yes”]

Após o café fui a diversas lojas da cidade para fazer compras. Encontrei muitas lojas de roupas, uma loja de chapéu e até uma loja de mapas.

Percorri a região entre Downtown e Belltown e notei que encontra-se de tudo lá! De lojas com ótimas promoções se roupas populares a lojas de marca e com produtos caros.

12h30 - Almoço no The Crab Pot

[vc_images_carousel images=”2240,2244,2243,2242″ img_size=”full” onclick=”link_no” speed=”2400″ autoplay=”yes” hide_pagination_control=”yes” wrap=”yes”]

Já que Seattle é famosa por seus frutos do mar gigantes decidi almoçar no The Crab Pot para comer um deles.

Pedimos o “The Cove” um prato com mexilhão, vieiras, camarões, salsicha, milho e batatas e o “King Crab Legs”, além de uma cerveja, a Alaskan.

Após pedirmos o ambiente começou a ser preparado. Na mesa colocaram martelos e outros instrumentos e nos entregaram guardanapos de papel para usar como babador. Quando a comida chegou ela foi toda jogada na mesa! Um espetáculo aos olhos.

Boa parte dos alimentos estavam apimentados, como não lido bem com pimenta provei mais dos frutos do mar que estavam ótimos por sinal. Adorei a cerveja também!

14h20 - Pike Place Market

[vc_images_carousel images=”2245,2247,2246,2248,2252,2251,2250,2249″ img_size=”full” onclick=”link_no” speed=”2400″ autoplay=”yes” hide_pagination_control=”yes” wrap=”yes”]

Depois de comer resolvi caminhar pelo Pike Place Market e provar o que fosse possível provar. Nesse mercado há peixes, queijos artesanais, maçãs e cerejas da região. Infelizmente não encontrei as cerejas, conhecidas como “rainier cherries”, já as maçãs estavam ótimas!

O Mercado é bem tumultuado, mas valeu dedicar um tempo a ele.

Um dos produtos que mais gostei foram os produtos artesanais de ovelha! Deu vontade de comprar vários chapéus para o frio.

15h30 - Seattle Great Wheel

[vc_images_carousel images=”2267,2263,2262,2269,2260,2261,2266,2265,2264″ img_size=”full” onclick=”link_no” speed=”2400″ autoplay=”yes” hide_pagination_control=”yes” wrap=”yes”]

A roda gigante em Seattle fica em frente ao mar e proporciona uma linda vista da cidade. De lá dá pra ver prédios, mar, navios, árvores, tudo com os tons cinza azulados da cidade. Uma vista imperdível com o lúdico de se estar em uma roda gigante.

Ainda por cima tive a sorte de ir em uma cabine vazia. Foi como se o passeio fosse todo feito só para mim.

16h15 - Starbucks

[vc_images_carousel images=”2259,2258,2256,2255″ img_size=”full” onclick=”link_no” speed=”2400″ autoplay=”yes” hide_pagination_control=”yes” wrap=”yes”]

Até passei pelo primeiro Starbucks do mundo“, que fica ao lado do Pike Place Market, mas a fila grande não me animou, então caminhei um tiquinho a mais e lá estava outro Starbucks, sem fila alguma!! Pedi um espresso “by the shot” e um muffin e sentei para observar o movimento da cidade. Estava tudo muito bom!

Gostei bastante do café. Seattle é o local pra tomar café! É uma cidade movida a cafeína e dentre as cidades dos Estados Unidos é a que possui a maior concentração de cafeterias.

17h - Mais andança

[vc_images_carousel images=”2273,2278,2277,2276,2275,2274″ img_size=”full” onclick=”link_no” speed=”2400″ autoplay=”yes” hide_pagination_control=”yes” wrap=”yes”]

O frio estava bem intenso nesse dia e acabou caindo uma neve bem fina, por isso foi difícil seguir minha ideia de ir ao Olympic Sculpture Park, um parque que é ao mesmo tempo parque e museu a céu aberto. Teria sido algo que eu visitaria em condições climáticas mais amenas. Então decidi dar mais algumas voltas em outras lojas da cidade a procura de roupas de frio e ambientes quentes!

Passei também pela futura sede da Amazon que será um complexo de escritórios com forma de estufa. Esse lugar chama bastante a atenção! Mas ainda não estava pronto.

20h - Jantar no The Cheesecake Factory

[vc_images_carousel images=”2272,2271,2270″ img_size=”full” onclick=”link_no” speed=”2400″ autoplay=”yes” hide_pagination_control=”yes” wrap=”yes”]

Enfrentamos uma bela fila para entrar nesse restaurante. Foram mais de quarenta minutos esperando uma mesa, mas a cidade estava muito fria para ir atrás de outro lugar e a experiência acabou sendo bem agradável depois que fomos chamados.

Quando o meu pedido, o “Smokehouse B.B.Q. Burger” acompanhado de uma salada, foi servido, a felicidade veio com ele. Que sanduíche!!

#Curiosidades

 Além do Starbucks há outras marcas de cafeterias na cidade como a Seattle’s Best e a Tully’s, além da Victrola Coffee e da Cloud City Coffee, que tem um sistema de cobrança de US$ 1 por xícara.

#Dicas

 Use o Google Maps!

 Há dicas de transporte em Seattle aqui. Uma delas é a de se usar o Uber outra é a de se usar o All-Day Regional Transit Pass, um cartão em que se paga um preço único e se usa os transportes públicos (ônibus, trens, bondes e táxis aquáticos) da cidade por um dia.

[vc_gmaps link=”#E-8_JTNDaWZyYW1lJTIwc3JjJTNEJTIyaHR0cHMlM0ElMkYlMkZ3d3cuZ29vZ2xlLmNvbSUyRm1hcHMlMkZkJTJGZW1iZWQlM0ZtaWQlM0QxU3JEWG9vSm1SSlpsZXZ0THJkRWVVOFExZFIwJTI2aGwlM0RlbiUyMiUyMHdpZHRoJTNEJTIyNjQwJTIyJTIwaGVpZ2h0JTNEJTIyNDgwJTIyJTNFJTNDJTJGaWZyYW1lJTNF”]